NOTÍCIAS
ATO DA PRESIDÊNCIA: Nº 44/2019
17/10/2019
ATO DA PRESIDÊNCIA: Nº 44/2019 
 
SÚMULA: Reconhece o W.O. pela equipe do Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo - GRECAL no Campeonato Paranaense de Futebol Profissional da 3ª Divisão - Temporada 2019. 
 
Em 17 de outubro de 2019.
 
HÉLIO PEREIRA CURY, Presidente da Federação Paranaense de Futebol, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto da Entidade,
 
CONSIDERANDO que o Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo - GRECAL é clube participante do Campeonato Paranaense de Futebol Profissional da 3ª Divisão - Temporada 2019; 
 
CONSIDERANDO a ausência do pagamento das taxas, encargos, diárias e deslocamentos da arbitragem e taxa integral do delegado, tudo referente ao jogo GRECAL x ARAPONGAS EC ocorrido em 05/10/2019;
 
CONSIDERANDO que o Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo - GRECAL é o mandante da partida contra a equipe do VERÊ FC no próximo dia 20/10/2019; 
 
CONSIDERANDO que a partida deveria ocorrer às 15 horas e 30 minutos do dia 20/10/2019, válida pela décima rodada da Primeira Fase (Turno Único) do Campeonato Paranaense de Futebol Profissional da 3ª Divisão - Temporada 2019; 
 
CONSIDERANDO o disposto no art. 87, §§ 2º e 3º ¹  do Regulamento Geral de Competições Profissionais (RGCP) da Federação Paranaense de Futebol – Temporada 2019;
 
CONSIDERANDO o art. 203, ² do Código Brasileiro de Justiça Desportiva;
 
R E S O L V E:
 
Art. 1º - Reconhecer o W.O. por parte do Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo - GRECAL na décima rodada (da Primeira Fase – Turno Único) do Campeonato Paranaense de Futebol Profissional da 3ª Divisão - Temporada 2019. 
 
Art. 2º - Declarar o VERÊ FC vencedor pelo placar de três a zero.
 
Art. 3º - Oficiar a Comissão de Processo Disciplinar, com o propósito de instaurar o devido Processo Administrativo, possibilitando o contraditório e ampla defesa, quanto a aplicação da multa ao Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo - GRECAL, prevista no art. 42, ³  do RGCP, sem prejuízo da cominação de sanções previstas no Código Brasileiro de Justiça Desportiva, aplicadas pela Justiça Desportiva.
 
Art. 4º - Publique-se no Boletim Oficial, para os efeitos do art. 71, do Estatuto da Federação Paranaense de Futebol.
 
HÉLIO PEREIRA CURY 
Presidente 
 
¹ Art. 87 - Salvo disposição em contrário do REC, o pagamento da equipe de arbitragem deverá ser feita antes do início da partida.
§ 2º - Não havendo o pagamento ou pagamento parcial das taxas devidas, o árbitro registrará na súmula o ocorrido.
§ 3º - A ausência do pagamento de qualquer valor mencionado no boletim financeiro, ao Arrecadador de Campo da FPF designado para a partida, gera a imediata suspensão da escalação de Árbitros e demais membros do quadro móvel da FPF para as próximas partidas cujo mando de campo seja do CLUBE devedor, até o cumprimento da obrigação, com aplicação de W.O. ao CLUBE mandante que deixar de ter partida realizada em sua praça de desporto.
² Art. 203. Deixar de disputar, sem justa causa, partida, prova ou o equivalente na respectiva modalidade, ou dar causa à sua não realização ou à sua suspensão. (Redação dada pela Resolução CNE nº 29 de 2009).
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e perda dos pontos em disputa em favor do adversário, na forma do regulamento. (NR).
³ Art. 42 - O CLUBE que der causa ao W.O. terá aplicada multa de até R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) por ato administrativo da FPF, sem prejuízo da cominação de sanções previstas no CBJD, aplicadas pela Justiça Desportiva.

 

Fonte: Assessoria da Presidência