NOTÍCIAS
Athletico é bicampeão da Copa Sul-Americana
22/11/2021
No último sábado, 20, o Athletico conquistou o bicampeonato da Copa Sul-Americana. O Furacão enfrentou o RB Bragantino em Montevideu, no Uruguai, e venceu a equipe paulista por 1 a 0, ficando com o título de 2021. O único gol do jogo foi marcado pelo atacante Nikão, considerado o melhor jogador da decisão. O artilheiro rubro-negro, de voleio aos 28 minutos de jogo, gravou de vez seu nome na história do clube ao marcar o gol do título. 
 
Com a conquista deste final de semana, o Athletico chega a sete títulos nos últimos quatro anos. Foram três campeonatos estaduais (nos anos de 2018, 2019 e 2020), a disputada Copa do Brasil de 2019, a Levain Cup, vencida no Japão em 2019, e as duas conquistas da Copa Sul-Americana, em 2018 e 2021. Ainda nesta temporada, o Furacão disputa mais uma final, a da Copa do Brasil, contra o Atlético Mineiro, em dezembro.
 
“Talvez não tenha sido um dia que atacamos muito. Mas quando chegamos, fomos eficazes. Foi um dia especial, diante de um time muito difícil, que ataca muito bem”, avaliou o capitão Thiago Heleno, em entrevista coletiva após o jogo. 
 
Campanha
O Athletico estreou na Copa Sul-Americana de 2021 contra o equatoriano Aucas, vencendo por 1 a 0 fora de casa. O primeiro jogo na Arena da Baixada foi na rodada seguinte e o Furacão repetiu o placar de 1 a 0, desta vez contra o Metropolitanos, da Venezuela. Na sequência, a equipe conheceu sua primeira derrota, contra o peruano Melgar, também pelo placar de 1 a 0. 
 
No returno da fase de grupos, o Rubro-negro novamente bateu o Metropolitanos e Melgar por 1 a 0, e fechou com uma goleada sobre o Aucas, por 4 a 0 na Arena da Baixada. Assim, terminou na primeira colocação do Grupo D, com 15 pontos conquistados em seis jogos disputados, sendo cinco vitórias e uma derrota. Foram marcados oito gols e apenas um gol foi sofrido, o que resultou em um salto positivo de sete gols e um aproveitamento de 83%.
 
Classificado, o Athletico enfrentou o América de Cali nas oitavas de final e venceu as duas partidas. No primeiro jogo, na Colômbia, Nikão garantiu a vitória por 1 a 0. Já na partida de volta, Nikão, Fernando Canesin, Vitinho (2) marcaram para uma vitória por 4 a 1. Nas quartas, o adversário foi a LDU. No primeiro jogo fora de casa, o Athletico perdeu por 1 a 0, mas jogando em casa na volta, reverteu o placar e avançou na competição ao vencer por 4 a 2, com gols de Bissoli (2), Christian (2).
 
Já na semifinal, o Furacão encarou o uruguaio Peñarol e novamente venceu os dois confrontos. Longe de casa, Pedro Rocha e Terans garantiram a vantagem. Na partida decisiva, Pedro Rocha voltou a marcar e Nikão também deixou o seu, garantindo o Rubro-negro mais uma vez na final da competição. Nikão, Vitinho e Terans dividiram a artilharia athleticana na Copa Sul-Americana com quatro gols cada. 
 
Foto: Staff Images/Conmebol
Fonte: Assessoria de Imprensa